This project is read-only.
Sobre o processo de instalação e uso da biblioteca MatlabMPI para fins de paralelização do software Matlab

Com o objetivo de adquirirmos uma base mais sólida de conhecimento a respeito de clusters sob o ponto de vista dos softwares que o utilizam, recebemos a tarefa de paralelizar o Matlab, software de cálculo cuja necessidade de uso num ambiente clusterizado torna-se evidente quando cálculos complexos e extensos demais precisam se executados. Deveríamos então escolher uma biblioteca de funções que paralelizasse o Matlab corretamente, sendo a única exigência o uso do protocolo de comunicação MPI (Message Passing Interface) tipicamente encontrado como o padrão para transferência de jobs tanto do head node para os nodes quanto dos nodes para o head node.

Pesquisando, descobrimos que existem basicamente quatro abordagens para uma paralelização como a que queríamos:
  1. Embarrassingly parallel
  2. Message Passing
  3. Backend Support
  4. Matlab Compilers

Ficamos na dúvida então entre o Matlab P e o MatlabMPI. O Matlab P porém acabou sendo descartado, pois exige que já haja um cluster (de preferência Beowulf) instalado, o que não tínhamos naquele momento. Além disso, documentação sobre o Matlab P é um tanto escassa (isso porque já existe o Matlab Star-P, versão melhorada e paga do Matlab P), enquanto o MatlabMPI possui documentação concisa e satisfatória. Também, o fato de estar explícito na documentação do MatlabMPI que tanto nodes Linux como Windows poderiam ser usados nos fez optar por ele, e nossa intenção passou a ser fazer testes usando computadores com os 2 sistemas operacionais.

Tivemos problemas de instalação, e muitos. Isso porque, na ânsia de testarmos tudo por nós mesmos, não demos ao documento de instalação a atenção que devíamos e perdemos um tempo precioso pesquisando na Internet como fazer coisas que já estavam descritas no documento, e que, inclusive, já havíamos lido nele. Mas simplesmente não lembrávamos, e como não lembrávamos, assumimos que não estava lá. Com isto aprendemos importantes lições:
  1. Ler as instruções com atenção. Reler inúmeras vezes as instruções com atenção, e no momento de instalar, seguir as instruções sem esquecer de fazer referência a seções como Troubleshooting.
  2. Ainda que chegar à solução de um problema por você mesmo seja gratificante, se o tempo é uma questão prioritária soluções prontas devem ser usadas para que seja possível se concentrar naqueles problemas SEM soluções prontas.

Instalando o MatlabMPI

Agora você pode brincar à vontade com o MatlabMPI!

Carolina Simões Gomes
Dênis Baptista Rosas

Last edited Nov 23, 2006 at 2:29 PM by cesarbrod, version 4

Comments

No comments yet.